Bem-vindo(a). Hoje é Alta Floresta - MT

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Agressor de mecânico por dívida é ameaçado por presidiários: "acerto de contas"

Publicidade
Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!
BOTÃO LIKE AQUI

Áudios de presidiários que circulam pelas redes sociais e grupos de WhatsApp, proferindo ameaças contra Gustavo Henrique Albuês, de 20 anos, e Jonny Marlon Camargo de Souza, de 22 anos, acusados de torturarem um mecânico em Tangará da Serra (a 250 km de Cuiabá), devem ser investigados.

Gustavo, que já está preso, é acusado de espancar um mecânico por conta de uma dívida de R$ 500. O amigo dele, Jonny foi o responsável de gravar toda a agressão. O caso tomou grande repercussão e apelo social após as imagens do crime serem divulgadas na internet. O crime aconteceu no último sábado (5).

Nos áudios, supostamente gravados por presidiários, mostra a revolta dos detentos que prometem vingar as agressões sofridas pelo mecânico “(...) eu quero afundar seu crânio de tanto que vou dar na sua cara”, diz em um dos áudios.

Em outro áudio, como se fosse a resposta do primeiro, um suspeito diz “Júnior, ontem nos íamos pegar ele de pau, não tem? A gurizada já se organizou para esse de azul (Gustavo) tomar um pau daquele modelão mesmo, tá ligado”.

Já em outro áudio, um suspeito ameaça diretamente o Gustavo como se tivesse mandado o áudio para ele. “Oh Gustavo, olha aqui mano, nós vamos ver direitinho uma forma de nos encontrar, eu, você, uns manos do grupo, o Jonny e o mano da oficina para nós conversamos, todos juntos, tá ligado? Para esclarecer essas ideias aí. Espero que o mano não suma, tá ligado? Se você sumir vamos achar você, então é melhor esclarecer essas ideias antes do que depois, porque senão você pode ganhar até um ‘decreto’, tá ligado?”.

De acordo com a polícia, ainda não há uma confirmação oficial de que esses áudios sejam realmente de presidiários, mas, a possibilidade não foi descartada.

Desde que o vídeo de Gustavo agredindo o mecânico surgiu, houve diversos tipos de ameaças contra ele. O acusado chegou a fugir de Tangará e foi encontrado em Cuiabá dias depois do crime. Gustavo ainda raspou a cabeça na tentativa de se descaracterizar para fugir da polícia.

O caso

Gustavo foi preso na manhã de terça-feira (8). Ele aparece em um vídeo espancando um mecânico por conta de uma dívida de R$ 500. O jovem é reincidente por tortura.

Em outra ocasião, o criminoso espancou o próprio irmão. Ele chegou a ser preso, mas acabou solto 14 dias depois.

A agressão contra o mecânico aconteceu no dia 30 de novembro, mas veio à tona nesse domingo (6). O espancamento e humilhação foi registrado por um amigo e comparsa dele.

A vítima ainda não foi encontrada e também não denunciou o caso. Segundo informações, ele teria fugido da cidade com medo de ser morto.

Fonte: https://www.unicanews.com.br/policia/agressor-de-mecanico-por-divida-de-r-500-e-ameacado-por-presidiarios-acerto-de-contas/57795
Agressor de mecânico por dívida é ameaçado por presidiários: "acerto de contas" Agressor de mecânico por dívida é ameaçado por presidiários: "acerto de contas" Reviewed by Jornal Alta Notícias on terça-feira, dezembro 15, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário

Deixe um comentário abaixo:

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Autor